Question

Adicionar registros automaticamente a partir de um card

  • 23 November 2022
  • 12 replies
  • 59 views

Userlevel 2

Olá pessoal. Estou um pouco confuso (e também frustrado), pois achei que seria praticamente automático o que vou perguntar.

Gostaria que as informações de um card (de um funil de vendas) preenchessem automaticamente um database QUANDO ele fosse movido para a fase de “venda perdida”.

Como posso fazer isso? Rodei, rodei, e não encontrei a resposta.

Agradeço a ajuda, pois preciso que as informações coletadas, não sejam perdidas. Que fiquem registradas em um bando de dados.

Obrigado a todos.
 


12 replies

Userlevel 7
Badge +10

Olá Felipe

 

O Pipefy não tem essa finalidade, digo, ser usado como uma interface para um BD.  A finalidade do Pipefy é ser uma ferramenta para gestão de processos onde os dados permanecem nele.

 

Opções:

  1. O que pode ser feito (como alternativa), mas é manual é gerar um relatório dos cards com todos os campos e exportar em formato .xlsx e depois importar num banco de dados.
  1. Outra opção (sistematiza) é via GraphQL (API) efetuar a leitura dos cards usando um script que importa os dados num banco de dados

Boa sorte. 

Userlevel 2

Olá @Ezequiel Souza, obrigado pela resposta.

Significa que, os dados de prospects inseridos no Pipefy não alimentam uma base de dados que eu possa acessar (dentro do Pipefy mesmo)?

Pergunto pq eu gostaria de, passado algum tempo, 1) retomar contato com essas pessoas, 2) enviar um e-mail automatico ou 3) ter os dados de quem falamos.

A medida que o tempo vai passando a fase de “vendas perdidas” vai ficando cheia e não gostaria de simplesmente perder essas informações.

Obrigado

Userlevel 7
Badge +10

Olá Felipe

 

O próprio Pipefy (digo o Pipe) “serve” como um banco de dados. Você poderá efetuar um relatório e buscar (baseado em critérios) os cards registrados.

 

Uma sugestão que tenho é:
 

  1. Crie uma Fase posterior chamada Backlog
  2. Crie um ou mais campos nesta fase para registro do “novo” contato (data, texto)
  3. Crie uma automação (baseada em critério que façam sentido para você) que mova os cards da fase “vendas perdidas” para e backlog.
  4. Crie um relatório que você possa consultar diariamente só sobre os cards da fase Backlog e faça seus contatos novamente.
  5. Crie uma outra fase chamada “Contatos re-efetuados” e mova para essa fase os que vc já falou novamente

 

Acredito que isso ajude a organizar.

 

Boa sorte.

 

Userlevel 7
Badge +5

Olá Felipe

 

O próprio Pipefy (digo o Pipe) “serve” como um banco de dados. Você poderá efetuar um relatório e buscar (baseado em critérios) os cards registrados.

 

Uma sugestão que tenho é:
 

  1. Crie uma Fase posterior chamada Backlog
  2. Crie um ou mais campos nesta fase para registro do “novo” contato (data, texto)
  3. Crie uma automação (baseada em critério que façam sentido para você) que mova os cards da fase “vendas perdidas” para e backlog.
  4. Crie um relatório que você possa consultar diariamente só sobre os cards da fase Backlog e faça seus contatos novamente.
  5. Crie uma outra fase chamada “Contatos re-efetuados” e mova para essa fase os que vc já falou novamente

 

Acredito que isso ajude a organizar.

 

Boa sorte.

 

Creio que essa é a melhor opção mesmo. Trabalhava em uma empresa que nós fazíamos exatamente isso, o card era “reativado” 30 dias após a venda perdida. Funcionava bem. 

Userlevel 2

Olá pessoal. 

Como solução estou pensando em criar uma automação para que: todas vez que um card for movido para a fase de “vendas perdidas” ele alimentar o database com todas as informções que eu prefirir e que foram colhidas ao longo do processo (das fases). Isso funcionaria muito bem. O problema é que consumirá muito das minhas automações e por isso não sei se é a melhor maneira.

O que acham?

Userlevel 7
Badge +10

Olá Felipe, 

Não entendi bem o que você quis dizer com “ele alimentar o database com todas as informações que eu preferir e que foram colhidas ao longo do processo (das fases)” Uma vez que o Pipe já o seu “banco de dados” e as informações já estão dentro dele.

Pode, por favor, explicar melhor?

 

Userlevel 2

Olá Ezequiel. Explico, claro:

Tenho o pipe VENDAS e tenho o database CLIENTES PERDIDOS.

Quando eu crio um card no pipe VENDAS, ele não cria automaticamente um registro no database pois algumas informações que me importam (como e-mail, produto escolhido, motivo da não-venda, etc) só são coletadas em fases mais adiantadas do processo de vendas. Por exemplo, o e-mail só é pego com o cliente quando ele marca uma visita à empresa, a condição se ele se tornou cliente ou não, e caso “não”, qual o motivo, eu só consigo saber no final.

Então eu não posso criar o registro automaticamente no database a partir do formulário inicial porque, uma vez criado, ele não pode ser editado ou ter campos adicionados automaticamente depois (algo que não entendo a razão).

Por isso eu pego as informações NO FINAL. Quando o card é movido para a fase de “perdido” uma automação cria um registro automático no database CLIENTES PERDIDOS, agora sim, com todas as informações que eu escolher (e-mail, produto escolhido, causa da perda, etc).

Minha única preocupação é que estarei “queimando” automações que poderiam ser economizadas.

Eu sou novo no Pipefy e não sei se essa é a melhor maneira de fazer isso, mas aparentemente, por hora, resolveu.

O que acha?

Abs

Userlevel 7
Badge +10

Olá Felipe.

 

Alguns conceitos:

Os Databases no Pipefy têm a finalidade de integrar ao Pipe para campos que poderão ser utilizados no card para ajudar em escolhas e opções.  Não tem a finalidade inversa, ou seja, o Pipe realizar (CRUD) nos Databases.

 

Do ponto de vista de organização, o Pipe é seu “banco de dados”, pois os card são como registros de um DB.

E você pode usar a funcionalidade de report para efetuar “queries” para buscar os cards baseados em critérios.

 

Entendo que usando dessa forma, sua necessidade pode ser atendida, que é armazenar dados nos cards, que se tornam informações e podem ser manipuladas.

 

Eu realmente desconheço essa automação que permite cria um registro automático num database.

Essas são as que eu tenho na minha organização:

 

Mas se realmente é isso que você precisa, os dados num db e a automação que vc criou te atende, entendo que seu problema está resolvido.

Boa sorte.
 

Userlevel 2

Olá Ezequiel. É possível, na verdade é provável, que a forma como eu estou entendendo e usando o database e sua relação com os pipes, esteja equivocada.

Provavelmente se deve a minha pouca familiaridade com a ferramenta e a minha perspectiva inicial de que ela seria majoritariamente uma ferramenta de crm e vendas.

Isso certamente se ajustará à medida em que eu for usando. Mas pelo que entendi do que vc escreveu, o database serve de apoio aos pipes (e não o contrário), e que eles (os pipes) por si só já são o "banco de dados”. Assim, um card criado já seria o registro do cliente que ficaria “flutuando” pelos pipes dependendo do processo que ele participar.

Seria isso?

Se sim, uma pergunta: Com o tempo ele não fica muito carregado de infromações?

Obrigado mais uma vez e abs.

Userlevel 7
Badge +10

Olá Felipe

 

O Pipefy é uma ferramenta para processos com automações para agilizar e controlar. É multiuso não tem um foco específico.  Eu mesmo uso para gestão de demandas, processo de change management, gestão de passagem de turno, trilha para devops, gestão de projetos..

 

Tenho Pipes com > 5000 cards e a performance é sempre boa.

 

Abraços.


 

Userlevel 7
Badge +5

Olá Felipe

 

O Pipefy é uma ferramenta para processos com automações para agilizar e controlar. É multiuso não tem um foco específico.  Eu mesmo uso para gestão de demandas, processo de change management, gestão de passagem de turno, trilha para devops, gestão de projetos..

 

Tenho Pipes com > 5000 cards e a performance é sempre boa.

 

Abraços.


 

Eu tambem. Tenho vários pipes diferentes com muitos cards e nunca tive problema. 

Userlevel 7
Badge +5

Olá Ezequiel. É possível, na verdade é provável, que a forma como eu estou entendendo e usando o database e sua relação com os pipes, esteja equivocada.

Provavelmente se deve a minha pouca familiaridade com a ferramenta e a minha perspectiva inicial de que ela seria majoritariamente uma ferramenta de crm e vendas.

Isso certamente se ajustará à medida em que eu for usando. Mas pelo que entendi do que vc escreveu, o database serve de apoio aos pipes (e não o contrário), e que eles (os pipes) por si só já são o "banco de dados”. Assim, um card criado já seria o registro do cliente que ficaria “flutuando” pelos pipes dependendo do processo que ele participar.

Seria isso?

Se sim, uma pergunta: Com o tempo ele não fica muito carregado de infromações?

Obrigado mais uma vez e abs.

Eu acho o pipe muito menos um CRM de vendas e mais um aplicativo para gestão. Sinceramente tem outros programas que são melhores como CRM de vendas, não vejo o pipe dando tanta importancia para as funções de vendas. 

Reply